Entre nós, episódio # 12
 
PROGRAMA EntreNós da Rádio Nova 102.5
domingo go, 24 de julho, entre às 10h/12h.
Comentaristas, Cristina Silvestre, Carmen Paula Miranda, Ana de Jesus, Conceição Fernandes e um convidado especial, o jornalista Armindo Laureano.
Alinhamento
Ponto prévio
Sem urinóis públicos, citadinos fazem tudo ao ar livre;
1. Cidadãos falecidos ainda constam das listas de eleitores, Ministério da Administração do Território desvaloriza e considera normal o surgimento de caso do gênero;
2. Eleições: porta-voz do MPLA diz que a Unita vai continuar a sonhar por muito tempo para conquistar o poder em Angola;
3. Aprovado o Simplifica 2.0 com foco na transição da Administração pública
Data de Emissão: 24-07-2022 às 10:00
Género(s): ComentárioDebateOpinião
 
Entre nós, episódio # 11
 

O PROGRAMA ENTRENÓS, ESPECIAL JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS, VIDA E OBRA DO 2º PRESIDENTE DE ANGOLA INDEPENDENTE
Angola perde “Estadista de Grande Dimensão”
O ex-Presidente da República, José Eduardo dos Santos, morreu, sexta-feira, 8 de Julho, às 11 horas e 10 minutos, em Barcelona (Espanha), após prolongada doença. Em comunicado o Executivo angolano anunciou o falecimento “com sentimento de grande dor e consternação” e “o maior respeito e consideração, perante a figura de um Estadista de grande dimensão histórica”. Também, foi decretado Luto Nacional de sete dias em todo o território nacional, nas missões diplomáticas e consulares.
Funeral de estado para antigo Presidente da República José Eduardo dos Santos;
Não há impedimento: todos, sem excepção, podem vir a Angola para as exéquias do Ex-Presidente;
Período de Luto de 7 dias;
José Eduardo dos Santos gostaria de ser lembrado como um bom patriota;
José Eduardo dos Santos
Um percurso heroico AGOSTO DE 1942 – à 9 de JULHO DE 2022
José Eduardo dos Santos coordenou, em Brazzaville, República do Congo, a actividade da JMPLA, organismo de que foi um dos fundadores e durante algum tempo vice-presidente. Integrou, em 1962, o Exército Popular de Libertação de Angola (EPLA), braço armado do MPLA, e, em 1963, foi o primeiro representante do MPLA na capital da República do Congo DR Com a proclamação da Independência de Angola, a 11 de Novembro de 1975, José Eduardo dos Santos é nomeado ministro das Relações Exteriores. Durante o período em que exerceu essas funções, depois de intensa luta diplomática, Angola foi reconhecida como membro de pleno direito da OUA (Organização de Unidade Africana, antecessora da União Africana), em Fevereiro de 1976, e da ONU, em Dezembro do mesmo ano.
A 10 de Setembro de 1979, o país é abalado com a morte de Agostinho Neto, o primeiro Presidente de Angola. José Eduardo dos Santos, com apenas 37 anos de idade, é escolhido pelos seus pares do Comité Central para dirigir o “processo revolucionário angolano”, no lugar de Agostinho Neto. É então eleito presidente do MPLA, a 20 de Setembro, e, no dia seguinte, é investido nos cargos de presidente do MPLA – Partido do Trabalho, Presidente da República Popular de Angola e Comandante-em-Chefe das FAPLA (Forças Armadas Populares de Libertação de Angola).
José Eduardo dos Santos conduziu o processo de reconciliação nacional, com a reintegração nas Forças Armadas Angolanas dos ex membros das forças militares da UNITA, a nomeação de membros deste partido para o Governo, no quadro do GURN, a desminagem das estradas e campos e outras acções que permitiram a consolidação da paz
A 11 de Março de 2016, numa reunião do Comité Central do MPLA, José Eduardo dos Santos anuncia que dei xaria a vida política activa em 2018, dando início ao processo de transição. Nas eleições gerais de 2017, é indicado como cabeça de lista do MPLA o então ministro da Defesa, João Lourenço, que assume a chefia do Estado, depois da vitória do partido. José Eduardo dos Santos viria a deixar a liderança do partido em Setembro de 2018, de pois de 39 anos, num congresso extraordinário que elege João Lourenço. José Eduardo dos Santos fica então como presidente emérito do partido. No seu último discurso, como presidente do MPLA, José Eduardo dos Santos defendeu-se das críticas contra a longevidade do seu consulado. Lembrou que muitos dos seus camaradas sabiam que ele nunca ambicionou o cargo e tão-pouco pensou que pudesse permanecer tantos anos no mesmo. “Mas as circunstâncias históricas e políticas assim o determinaram. Pro curei, ao longo desses anos, dar o melhor de mim, aquilo que estava ao alcance das minhas forças, das minhas capacidades intelectuais, alicerçadas nas profundas convicções políticas e ideológicas, que, desde a juventude, nortearam a minha vida”, disse. Na mesma ocasião, reconheceu ter cometido alguns erros, considerando que não existia qualquer actividade humana “isenta de erros.

Participações em Directo de;
Faustino Henriques – Jornalista e comentaristas;
Victor Hugo Mendes – Jornalista;
Welington Calasans – Jornalista (suécia);
Alexandre Chivale – comentarista (Moçambique);
Boavida Neto – Politico;
Bartolomeu Dias – Empresário;

Data de Emissão: 10-07-2022 às 10:00
Entre nós, episódio # 10
 
Ponto prévio 
 
INAC LANÇA “ PORTAL DA CRIANÇA” PARA FACILITAR ACTOS DE ADOPÇÃO.
 
1. QUADRO CLINICO DO EX-PRESIDENTE DA REPUBLICA JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS “MANTEM-SE CRÍTICO E DELICADO” – FAMÍLIA PEDE RESPEITO PELA PRIVACIDADE;
 
2. FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS GANHAM FÉRIAS COLECTIVAS E REDUZEM CARGA HORÁRIA;
 
3. O RELATÓRIO DO INSTITUTO NACIONAL DA CRIANÇA DIZ QUE, OS MILITARES E POLÍCIAS CONTINUAM A LIDERAR OS ÍNDICES DA FUGA À PATERNIDADE.

Convidado especial, Domingos das Neves 

Data de Emissão: 03-07-2022 às 10:00
Entre nós, episódio # 09
 

Ponto prévio:
Líder da UNITA, Adalberto Costa Junior, disse que a lista de candidaturas do partido entregue ao Tribunal Constitucional, que inclui personalidades que concorrem como independentes, prova que o “Galo Negro” vai formar um governo inclusivo e participativo.
Temas:

1. “Noto que se gasta muito tempo a pensar mais nos partidos do que no País” são palavras de Dom Manuel Imbamba, Arcebispo de Saurimo e presidente da Conferência Episcopal de Angola e são Tomé (CEAST);
a. Dom Manuel Imbamba, disse, nesta entrevista por email ao Novo Jornal que o tratamento que a imprensa dá ao MPLA evidencia certas orientação e estratégia nada abonatória ao convívio plural que se almeja.
2. Do total de 86 activos alienados no âmbito do Programa de Privatizações PROPIV, pelo menos 24 estão em mãos privadas que ainda não entregaram qualquer kwanza ao Estado
Além de dívidas acumuladas, o relatório do IGAPE, entidade responsável pela alienação dos activos públicos traz números desencontrados. Activos apresentados com um certo preço na fase de assinaturas dos contratos aparecem no relatório com valores significativamente baixos.
3. Governo Angolano defende Necessidade da Transição Digital na Administração Pública para acabar com a Burocracia
Falando na sessão de abertura da “Conferencia Sobre a Transição Digital da Administração Pública” denominada “GOVERNO AO”, o ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, descreveu a necessidade da agenda de transição digital para administração pública como sendo crucial para a sobrevivência do sector. Segundo Adão de Almeida, a aplicação dessa agenda é “necessária e inadiável, se quisermos estar à altura da demanda actual e das exigências do futuro”.
4. O Relatório do Instituto Nacional da Criança diz que, os Militares e Polícias continuam a liderar os índices da Fuga à Paternidade.

Data de Emissão: 26-06-2022 às 10:00
Entre nós, episódio # 08
 

Ponto prévio: Bares “cercam” escolas e convidam alunos ao álcool.

  1. PRIMEIRO AVIÃO ATERRA NO NOVO AEROPORTO INTERNACIONAL DE LUANDA EM VÔO EXPERIMENTAL
  2. “EXCESSO DE ZELO E AUTO-CENSURA NÃO NOS CARACTERIZAM” SÃO PALAVRAS DO SECRETÁRIO PARA INFORMAÇÃO DO MPLA, RUI FALCÃO, QUE NEGOU HAVER QUALQUER INTERFERÊNCIA OU ORDENS DO SEU PARTIDO AOS ÓRGÃOS DE INFORMAÇÃO ESTATAL
  3. NECESSIDADE DE CRIAR AUTO-EMPREGO COLOCA ANGOLA COM TAXA MAIS ALTA DE EMPREENDEDORISMO, REVELA RELATÓRIO DA GEM

 

  1. ALIMENTOS INSEGUROS PROVOCAM MORTE DE 137 MIL AFRICANOS POR ANO

 

 

CONCEIÇÃO FERNANDES ANA DE JESUS CRISTINA SILVESTRE LEONILDE VIEIRA ELSA PATACA

Data de Emissão: 19-06-2022 às 10:00
Género(s): ComentárioDebateInformativoOpinião
 
Entre nós, episódio # 07
 

Líder da UNITA, Adalberto Costa Junior, mantém o depoimento de que frequentou engenharia electrónica no Porto, reagindo assim as informações constantes numa matéria da revista portuguesa Sábado, que dá conta de que ele não se licenciou no ISEP, e que não foram encontrados registos de suas inscrição na faculdade de Engenharia do Porto.
Temas:

1. “ O QUE ME MOTIVA A CONCORRER É SERVIR O POVO” SÃO PALAVRAS DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA, JOÃO LOURENÇO, EM ENTREVISTA COLECTIVA A (DOZE) 12 ÓRGÃOS PRIVADOS E PÚBLICOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL ANGOLANOS;

O Presidente da Republica disse ter cumprido a obrigação, no fim de cinco anos de mandatos e sublinhou que sente motivado para continuar a “servir o povo”.

2. AINDA SOBRE O MÊS DA CRIANÇA: MAIS DE 30 MIL CRIANÇAS COM VIH SEM TRATAMENTO
O Programa das Nações Unidas sobre o VIH/SIDA (ONUSIDA) revela que o país tem mais de 340 mil cidadãos portadores do VIH, dos quais 39 mil são crianças dos zero aos 14 anos;

A organização internacional avança ainda que dos menores que vivem com o vírus do VIH, apenas seis mil estão em tratamento, realidade que demonstra que 33 mil crianças vivem sem tratamento;

As mulheres continuam a ser as principais vítimas do VIH;
Apenas 6 mil crianças têm feito terapia antirretroviral;
A maior das crianças que vivem com o vírus no país, são órgãos, um total de 260mil.
3. COMEÇOU A CORRIDA AO CRÉDITO À HABITAÇÃO MAS REQUERENTES QUEIXAM-SE DO “ELEVADO NÚMERO DE DOCUMENTOS” EXIGIDOS PELOS BANCOS

Algumas instituições bancarias elegíveis para conceder crédito habitacional bonificado a pessoas singulares e colectivas (cidadãos e empresas), no âmbito do aviso do Banco Nacional de Angola, já estão disponíveis para conceder o crédito, mas “ o elevado número de documentos” solicitados a cada requerente está a preocupar os cidadãos, que consideram a medida excessiva.

4. SOBRE O NOSSO PATRIMÓNIO CULTURAL: HOLANDA, PORTUGAL E BÉLGICA “ ESCONDEM” PEÇAS MUSEOLÓGICAS ANGOLANAS
Angola pode recuperar peças museológicas que se encontram em vários museus do mundo. Trata-se de uma tarefa que Álvaro Jorge, Director do Museu Nacional de Antropologia, diz não ser “fácil”.

 

Convidada Especial : Kénia Camotim

 

 

CONCEIÇÃO FERNANDES ANA DE JESUS CRISTINA SILVESTRE LEONILDE VIEIRA ELSA PATACA

Data de Emissão: 12-06-2022 às 10:00
Género(s): ComentárioDebateInformativoOpinião
 
Entre nós, episódio # 06
 

Ponto prévio
SME: Passaporte a subida de três mil para 30.500 Kz não trouxe melhorias.
1. Unicef preocupada com a violência e desnutrição das crianças;
2. Modernização dos órgãos públicos de comunicação social;
3. “Encontramos no nosso dia-a-dia falsificação de tudo” são declarações do Inspector
Geral da ANIESA, Diógenes de Oliveira, em grande entrevista ao Jornal Valor Economico;
4. Rede multicaixa com com 251 fraudes registadas por mês em 2022.

Data de Emissão: 05-06-2022 às 10:00
Género(s): ComentárioDebateInformativoOpinião
 
Entre nós, episódio # 05
 

25 de Maio dia de África, berço da humanidade

MPLA: aprova lista de candidatos à deputados à assembleia nacional e o anteprojeto do programa de governo e manifesto eleitoral para 2022/2027

Sociedade civil e sindicato dos jornalistas exigem isenção nos órgãos de comunicação social

Subsistência: “bandecos da zunga”: uma alternativa barata, mas pouco segura para almoçar em luanda

De 2017 a 2022 o país registou 211 mil casos de violência a menores

Data de Emissão: 29-05-2022 às 10:00
Género(s): ComentárioDebateInformativo
 
Entre nós, episódio # 04
 

1. OBRAS PÚBLICAS GANHAM NOVA DINÂMICA NO ÂMBITO DO PIIM
Foi uma revelação feita no parlamento pela secretária de Estado para Orçamento, Aia-Eza da Silva, que segundo ela a o investimento público nas províncias ganhou nova dinâmica com a implementação do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).
O número de escolas que estão a ser reconstruídas, construídas e postas em funcionamento por todo o país fazem aproximadamente 45 por cento do PIIM, sendo maioritariamente dirigidos aos sectores da educação e saúde.
Para o executivo a província do Namibe é o modelo em termos de execução de obras do PIIM, “é a província que tem o município que terminou primeiro o PIIM todo, ou seja, concluiu as suas obras com sucesso e entregues ao serviço da população”.
2. AUMENTO DA REDE HOSPITALAR REDUZ CUSTOS COM AS JUNTAS MÉDICAS
A Junta Nacional de Saúde conseguiu reduzir os custos com a evacuação de pacientes do país para o exterior, de 5 mil milhões para um valor calculado em 1,6 mil milhões de kwanzas, segundo dados apresentados pelo Governo na primeira “conferência sobre as juntas de saúde em Angola”
Em 2017 o país tinha mais de 500 doentes em países com, Portugal e Africa do Sul, situação que está a ser resolvida com a reestruturação da Junta de Saúde e os investimentos que estão a ser feitos no sector da saúde, o que faz com que as doenças que faziam o grosso de doentes para evacuação sejam tratadas no país.
O caso do Complexo Hospitalar de Doenças Cardio-Pulmonares Cardeal Dom Alexandre do Nascimento, que realiza cirurgias cardio-pulmonares, o Hospital Américo Boavida, com operações da anca e do joelho, unidades de referência que realizam cirurgias de alta complexidade em neurocirurgia, incluindo o de Cabinda.
O Governo angolano suspendeu, em 2021, todos os processos de Junta Médica Nacional em países como Portugal e África do Sul.
A suspensão das juntas médicas resulta dos grandes investimentos em infra-estruturas e em serviços médicos especializados a nível da saúde, exemplo da hemodiálise que era uma das principais lacunas no Sistema Nacional de Saúde, existindo já condições a nível de algumas capitais de província para o atendimento e o apoio aos doentes, tanto a nível de medicamentos como de assistência.
Nas últimas décadas foram tratados, em junta médica em Portugal, 9.360 pacientes e 5.250 acompanhantes, com gastos anuais de cerca de seis milhões de euros.
3. ESTADO DE SAÚDE DO ANTIGO PRESIDENTE DA REPUBLICA, JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS, DIVIDE FAMÍLIA E PRESIDÊNCIA
O estado de saúde de José Eduardo dos Santos gerou alguma polémica entre a família que se queixa de “ excessos” e ingerência externa e o governo que remeteu informações sobre o ex-presidente apenas para o seu médico pessoal.
Nas últimas semanas, vários meios de comunicação têm veiculado informações sobre um suposto agravamento do estado de saúde do antigo chefe de estado de Angola.

4. MUSEU ETNOLÓGICO DE BERLIM TEM OBJECTOS CULTURAIS ANGOLANOS
Esta revelação foi feita no momento de entrega do inventário de objectos culturais angolanos, guardados na colecção do museu de etnológico, de Berlim, no acto realizado no Museu de Antropologia, em Luanda, em alusão a abertura oficial das celebrações do Dia Internacional dos Museus, que acontece a 18 de Maio de cada ano.
Desde 1977 que se comemora a 18 de Maio, o Dia Internacional dos Museus, uma data instituída pelo Conselho Internacional dos Museus (ICOM), sempre com um tema específico. Este ano, está destinado uma abordagem em torno de “O Poder dos Museus”.
Em saudação à data, o Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente disse, em comunicado de imprensa, que a efeméride serve para analisar, através de um conjunto de actividades, a questão da inserção aprofundada dos museus na sociedade e a criação de mecanismos para atracção de mais público, de forma a torná-los em espaços auto-sustentáveis.
“As comemorações da data têm constituído uma oportunidade de suscitarmos uma atenção especial aos aspectos organizativos e funcionais dos museus, através de acções e de actividades que, ao mesmo tempo promovem a importância das instituições museológicas, permitindo uma efectiva reflexão em torno de mudanças necessárias para melhorias necessárias ao seu pleno funcionamento, mesmo em tempos de crise”, descreve o comunicado.
SOBE E DESCE

Data de Emissão: 22-05-2022 às 10:00
Género(s): ComentárioDebateInformativoOpinião
 
Entre nós, episódio # 03
 

1. Mais 33,6 milhões USD para reposição de material vandalizado

POSTES DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA

As vandalizações e furtos de cabos eléctricos que acontecem um pouco por todo o País continuam a causar prejuízos avultados.

2. GPL instala gavetas na morgue central e põe a do Camama em obras;
3. Angola e França assinam acordo de cooperação com foco na mobilidade em Luanda;
4. Autoridades sanitárias vão realizar campanha de vacinação contra covid-19 porta a porta;
5. Casos de tuberculose nas prisões instalam ameaça a saúde pública.

Data de Emissão: 15-05-2022 às 10:00
Género(s): DebateInformativoOpinião
 
Entre nós, episódio # 02
 

Ponto prévio: 3 de Maio dia Internacional da Liberdade de Imprensa

1. Presidente João Lourenço visita Hospitais (hospital geral de viana e do Zango 5) em construção;

2. Formação de quadros do Sector da Saúde em debate na Assembleia Nacional;

3. Mabunda, o mercado do peixe onde o barato é sinónimo de desordem e falta de higiene;

4. Sequestros seguidos de morte espalham pânico, mas SIC diz não haver insegurança no país;

5. No Uíge mais de 600 crianças que estudavam debaixo de árvores estão há mais de um mês sem aulas devido Às chuvas- Direcção da Educação do Quimbele construiu cabanas para servirem como salas de aulas, que desagradou à população.

Data de Emissão: 08-05-2022 às 10:00
Género(s): ComentárioDebateInformativo
 
Entre nós, episódio # 01
 

Edição de 01 de Maio do Podcast Entre nós, episodio #01

Apresentação do painel do programa e sua linha editoria

Dia Internacional dos Trabalhadores 

Greve dos Médicos

 

 

 

Data de Emissão: 01-05-2022 às 10:00
Género(s): ComentárioOpinião
 
PUB RADIO PLAY

Relacionados